نظرات خوانندگان

Terreno Baldio Vira Horta Urbana No Bairro Da Pituba, Na Capital Baiana

"Maria Bianca" (2018-06-02)

 |  ارسال پاسخ

Quinhentas mudas, entre hortaliças, árvores frutíferas e leguminosas, neste momento foram doadas ao projeto, e também insumos para o plantio, meios-fios pra contenção das leiras, britas e ráfias (tipo de tecido muito usado na agricultura). Em novembro de 2016, as 500 mudas foram plantadas no recinto e, em janeiro, a primeira colheita foi realizada.fonte do artigo Couve, alface, manjericão e outros alimentos, sem qualquer tipo de agrotóxico, foram colhidos e doados ao Lar Irmã Maria Luiza, espaço na Cidade Baixa que abriga idosos carentes e com dificuldades de saúde. Hoje, após a terceira colheita, a horta neste instante possui 22 leiras e mais de 40 voluntários. São crianças, jovens, adultos e idosos que se revezam como podem e com o tempo que tem, a começar por uma escala de trabalho, pra preservar o recinto irrigado e bem cuidado.


Na Noruega, cujo litoral é constantemente fustigado por poderosas ondas, foi construída em 1985 uma minicentral em uma ilha perto da cidade de Bergen, na costa Oeste. Ao oposto do sistema japonês, o material não flutua no mar, mas está encravado numa escarpa. Produz 0,5 MW, o suficiente pra abastecer uma vila de cinqüenta casas. A instalação consiste em um cilindro de concreto, disposto verticalmente num nicho aberto com explosivos na rocha. A extremidade inferior, submersa, recebe o embate das ondas, que comprimem o ar coluna acima no cilindro.


O ar, perante pressão, movimenta a turbina, antes de escapulir na extremidade superior.a partir desta fonte O movimento rítmico das ondas proporciona que a turbina gere eletricidade sem parar. No entanto o projeto mais original é, deixe-me dizer, o do engenheiro Stephen Salter, da Universidade de Edimburgo, na Escócia. Modelos reduzidos dele agora foram testados no lago Ness aquele mesmo do suposto monstro. O sistema chama-se "pato de Salter" (Salter's cam, em inglês, eixo excêntrico de Salter; o nome em português vem do fato de o objeto imitar o movimento das nadadeiras de um pato). Consiste numa série de flutuadores, aproximados ao flap dos aviões, ligados a um eixo paralelo à praia.


A parte mais bojuda dos "patos", enfrenta as ondas, cujo movimento rítmico faz bater os flutuadores, girando o eixo que aciona a turbina como um pedal de bicicleta, que só transmite o movimento em uma direção. O rendimento deste sistema promete ser excelente, em razão de parece apto de desfrutar 80% da energia das ondas. É aguardar pra acompanhar. Clique nste artigo Quando os preços do petróleo dispararam na década de 70, os americanos chegaram a imaginar que outro sistema, as centrais térmicas marinhas, oferecesse a saída pra incerteza energética que ameaçava frear a economia mundial. Se você gostou deste postagem e gostaria ganhar mais infos a respeito do assunto relacionado, acesse neste hiperlink Clique nste artigo mais dados, é uma página de onde inspirei boa quota destas sugestões.


O pioneiro dessa técnica tinha sido um inventor solitário e voluntarioso, o francês Georges Claude, que na década de trinta investiu toda a sua considerável riqueza na construção Clique nste artigo de uma dessas usinas nas costas brasileiras. Ele aportou em outubro de 1934 no Rio de Janeiro, a bordo do cargueiro La Tunisie, onde ganhou as boas - vindas e os votos de boa sorte de ninguém menos que o presidente Getúlio Vargas.


  • Seja garantida a segurança e o acesso das pessoas aos lotes lindeiros
  • um RECOMPOSIÇÕES DO REVESTIMENTO COM MISTURAS BETUMINOSAS
  • quatro Premissas dos projetos em madeira para proteção contra incêndio…………….138
  • 729 Palavras | três Páginas
  • Precipitação às 9:00 h
  • Instalações físicas (ambiente para armazenagem, locais intermediários)

Claude, então com 64 anos de idade, enriquecera com a invenção, em 1910, do tubo de gás neon pra iluminação, porém considerava um estímulo ainda superior a busca de outras referências de energia. Em alto-mar, raciocinava o inventor, não enfrentaria o problema de trazer o tubo à praia ele desceria verticalmente do respectivo casco do navio. Com essa tarefa, o La Tunisie chegou ao Rio de Janeiro. Depois de 4 meses de preparativos, começou a delicada operação de descer os 800 metros de tubo. Entretanto o movimento das ondas impediu a soldagem perfeita de uma das 112 seções e o projeto acabou indo água abaixo.


Georges Claude morreu arruinado em 1960, sem fazer teu sonho. A técnica entretanto sobreviveu, conhecida na sigla ETM (energia térmica dos mares), ou OTEC em inglês (ocean thermic energy conversion, conversão da energia térmica dos oceanos). O governo francês voltaria a utilizá-la em 1948, com a construção de uma usina experimental ao largo de Abidjan, pela Costa do Marfim, África Ocidental. O projeto mais ambicioso até sem demora foi o da companhia americana Lockheed, no início dos anos 70, abandonado em conclusão por razões econômicas.


Todo surfista sonha com a onda perfeita, aquela que vem rompendo progressivamente, de uma extremidade a outra, permitindo as mais ousadas evoluções sobre a prancha. Como os renomados "tubos" de Jeffrey's Bay, pela África do Sul, onde é possível continuar até 2 minutos descendo a mesma onda. Perfeitas, ou imperfeitas, as ondas se formam através da ação dos ventos a respeito da superfície do mar. Existe uma correlação bem instituída entre a velocidade do vento e o tamanho das ondas.


Em tal grau que a escala Beaufort, que mede a intensidade dos ventos, baseia-se pela observação do porte da superfície marinha. Uma vez montadas, as ondas viajam pelo alto - mar até encontrar as águas comparativamente mais rasas, próximas à terra. Desse encontro, a base das ondas começa a sofrer certa resistência. Isso faz acrescentar sua altura. À medida que o fundo se torna mais raso, a crista da onda, que não está sujeita a essa resistência, tende a prosseguir com maior velocidade.


E a onda quebra. Se o fundo do mar é rochoso, como no Havaí, as ondas alcançam grande altura; de imediato pela areia, a energia é absorvida, do que resultam ondas pequenos. Este trabalho vai pronunciar-se sobre a energia nuclear, as conseqüências do uso desta energia, propriedades dessa energia que é altamente perigosa e precisa ser trabalhada com muito cuidado. Energia nuclear, energia liberada no decorrer da fissão ou fusão dos núcleos atômicos.


As quantidades de energia que são capazes de ser obtidas mediante processos nucleares superam em muitas as que se pode comprar mediante processos químicos, que só utilizam as regiões externas do átomo. Alguns isótopos de certos elementos apresentam a know-how de através de reações nucleares, emitirem energia durante o modo. Baseia-se no começo que nas reações nucleares acontece uma transformação de massa em energia.



افزودن نظر